More

    Google não usa Satélites

    Google não usa Satélites – O “Projeto Loon” é um projeto de pesquisa e desenvolvimento que está sendo desenvolvido pelo Google com a missão de fornecer acesso à Internet para áreas rurais e remotas.

    balões meteorológicos

    O projeto usa balões de alta altitude colocados na estratosfera, a uma altitude de cerca de 20 km para criar uma rede sem fio com velocidade semelhante a de 3G das redes de telefonia móvel.

    Por falar nisso, o funcionamento é através de conexões a smartphones com suporte ao LTE. Por causa dos objetivos da missão aparentemente bizarros do projeto, o Google apelidou de “Projeto Loon”, como um trocadilho loon de baloon.

     

    Google não usa SatélitesGoogle não usa Satélites

    Os balões são manobrados ajustando a sua altitude para flutuar em uma camada de vento depois de identificar a camada de vento com a velocidade e direção desejada usando dados de ventos da National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA).

    Os usuários do serviço se conectam à rede de balões usando uma antena especial de Internet ligada à sua residencia. O sinal viaja através de balão a balão, em seguida, para uma estação em terra conectada a um provedor de serviços de Internet (ISP), em seguida, para a Internet mundial.

    O sistema tem como objetivo levar o acesso à Internet a áreas remotas e rurais com cobertura insuficiente, e para melhorar a comunicação durante catástrofes naturais para as regiões afetadas.

    Drones

    Que os drones são uma ferramenta cheia de potencial, isso ninguém duvida. Com esses aparelhos difundindo cada vez mais entre o público, tivemos ideias bastante curiosas surgindo, que incluem propostas como drones de entrega, drones que tiram selfies por você e muitos outros.

    Mas você já pensou na possibilidade de utilizá-los para dar uma melhorada no mapeamento que utilizamos atualmente?

    A ideia, que já está sendo colocada em ação por empresas como Google e Aibotix, usa um sistema extremamente simples de câmeras para captar imagens 3D de áreas inteiras de um mapa – o que, por sua vez, gera cenários tridimensionais incrivelmente detalhados.

    Além de simplesmente prover cenários tridimensionais, um drone pode ser usado para encontrar possíveis pontos de mineração, explorar ruínas e até mesmo ajudar na análise de cenários afetados por desastres naturais, como enchentes e terremotos.

    Takamoto
    Takamoto
    Fotojornalista, artista marcial, ex-militar, perito criminal.

    Últimas Notícias

    Notícias Relacionadas